Três economias do G-20 retraíram em 2015; Brasil é uma delas

Segundo a OCDE, os outros dois países que tiveram queda foram os Estados Unidos e o Canadá

São Paulo – Das 20 maiores economias do mundo que formam o G-20, o Brasil está entre as três únicas que registraram contração no primeiro trimestre deste ano em relação ao quarto trimestre do ano passado, e, portanto, é um dos países que mais contribuíram para a desaceleração do Produto Interno Bruto (PIB) global.

A estimativa é da Organização para Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), que publicou relatório nesta quarta-feira, 11, com o desempenho dos membros do G-20 nos primeiros três meses do ano.

Considerando todos, houve expansão de 0,7% no primeiro trimestre, ante avanço de 0,8% no quarto trimestre de 2014 e de 0,9% no terceiro.

A retração do Brasil foi de 0,2%. Os outros dois que tiveram queda foram os Estados Unidos, também de 0,2%, e o Canadá, de 0,1%.

Os países do G-20 representam 85% do PIB global. O desempenho delas no primeiro trimestre deste ano é o pior desde o primeiro trimestre do ano passado.

Para isso, contou também com a ajuda de um crescimento mais lento para outras grandes economias.

A China, por exemplo, registrou expansão de 1,3% nos primeiros três meses de 2015, ante avanço de 1,5% nos três últimos de 2014.

Alemanha e Reino Unido também tiveram avanços mais fracos.

Os dois cresceram 0,3% no primeiro trimestre, ante aumento de 0,7% e 0,6%, respectivamente, no trimestre anterior. 

Quem se destacou positivamente foi a Índia, que acelerou seu crescimento para 2,1%, de 1,4%.