Tombini defende continuidade de reformas no FMI

O presidente do BC reuniu-se hoje com o presidente do Banco Central do México, Agustín Carstens, candidato a diretor-gerente do fundo

Brasília – O presidente do Banco Central (BC), Alexandre Tombini, reuniu-se hoje (2), com o presidente do Banco Central do México, Agustín Carstens, candidato a diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI).

Segundo nota divulgada pelo BC, no encontro, “Tombini expôs as perspectivas do BC brasileiro sobre a conjuntura econômica global e a necessidade de continuidade das reformas já iniciadas no FMI”. De acordo com o comunicado, ele também fez uma avaliação positiva sobre o atual processo de eleição do novo diretor-gerente da instituição.

A nota informa ainda que Tombini aproveitou a oportunidade do encontro para discutir o progresso das atividades conjuntas no G20, incluindo questões relacionadas aos fluxos de capital e à liquidez internacional. O G20 é grupo das 20 maiores economias do mundo.