Tombini: BC quer inflação mais perto possível de 4,5% este ano

Presidente do BC quer fechar o ano com exatamente o centro da meta inflacionária

Rio de Janeiro – O presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, disse que o compromisso do BC é fechar este ano com a inflação o mais próximo possível do centro da meta, de 4,5 por cento.

Em seminário sobre metas de inflação no Rio de Janeiro, Tombini disse também que o BC tem reagido com firmeza às pressões inflacionárias.