The Economist sugere que Dilma demita Mantega

Revista disse que se a presidente quiser se reeleger, vai precisar de uma nova equipe econômica

São Paulo – Ao repercutir o crescimento do produto interno bruto (PIB) brasileiro no terceiro trimestre do ano, que veio muito abaixo do esperado pelo mercado, a revista The Economist não poupou palavras e sugeriu a demissão do ministro da Fazenda, Guido Mantega.

No artigo com o título “Uma quebra de confiança”, a revista afirmou que se Dilma quiser uma segunda chance, precisa conseguir uma nova equipe econômica. Mas adiante no texto, a revista foi ainda mais direta, ao afirmar que a presidente insiste ser pragmática. “Se ela for mesmo, deveria demitir Mantega, que perdeu a confiança dos investidores com suas projeções otimistas”.

A revista afirma que políticas econômicas são um passo importante para ganhar uma eleição no Brasil. A publicação diz que Lula foi reeleito por tirar milhões de brasileiros da pobreza. Já Fernando Henrique Cardoso, por conter a inflação. “E Rousseff? Os eleitores podem julgar que ao tentar equilibrar tantas bolas econômicas, ela deixou cair a maioria”, afirmou a publicação.