Temer diz que privatizações são corajosas

Em vídeo, Temer reforça que o objetivo principal do governo é gerar empregos

Brasília – O presidente Michel Temer divulgou nesta sexta-feira, 25, em suas redes sociais um vídeo de pouco mais de dois minutos. No vídeo, ele destacou as medidas econômicas anunciadas nesta semana, entre elas, as privatizações, e reforça que o objetivo principal do governo é gerar empregos.

“Escolhemos 57 projetos que vão tornar o Brasil mais moderno e nos ajudarão a eliminar de vez a crise que tanto nos prejudicou nos últimos anos. Com essa medida, convenhamos, corajosa, o nosso grande objetivo não é cobrir o déficit fiscal, mas criar empregos, gerar renda e oferecer um serviço de melhor qualidade a população”, disse Temer. “São rodovias, portos, aeroportos e linhas de transmissão que serão concedidos em iniciativa privada. O que isso significa? Significa que eles vão funcionar melhor para você. E o Estado vai receber bilhões de reais para investir naquilo que realmente importa. Saúde, segurança, infraestrutura e educação”, completou.

Temer disse ainda que a redução da idade mínima para ter direto ao PIS/Pasep faz com que o Brasil fique “mais justo”. “Os trabalhadores sacarão as suas contas do PIS/Pasep mais cedo. Reduzimos a idade mínima para esse saque. Era de 70 anos para homens e mulheres. Agora, será de 65 anos para os homens e 62 anos para as mulheres”, disse, destacando que a medida permite que 8 milhões de brasileiros “da melhor idade” acessem o dinheiro nos próximos meses. “Isso vai representar também uma injeção de R$ 16 bilhões na economia do País”, afirmou.

O presidente destacou que a iniciativa é similar à liberação das contas inativas do FGTS e que o PIS/Pasep representa um “alívio no bolso dos aposentados”. “Assim como foi a liberação das contas inativas do Fundo de Garantia, que tanto ajudou os nossos trabalhadores”, disse.

Outra medida que foi anunciada nesta semana e que o presidente destaca no vídeo é o BNDES Giro, uma linha de crédito para o micro, pequeno e médio empreendedor. “O BNDES agora, não privilegia apenas os grandes projetos, mas os projetos dos nossos médio e pequenos empresários”, ressaltou o presidente.

Neste caso, o presidente agendou uma cerimônia para divulgar a medida no Planalto. No mesmo evento, entretanto, diante do vazamento da iniciativa do PIS/Pasep, o governo decidiu fazer um anúncio na mesma ocasião. A ideia inicial, entretanto, segundo fontes, era fazer uma outra cerimônia separada para faturar mais agendas consideradas positivas.

O presidente estuda ainda fazer na próxima segunda-feira, antes do embarque na China, pelo menos mais uma agenda no Palácio do Planalto.

O vídeo publicado nesta sexta foi gravado pela manhã no Palácio do Planalto, antes de Temer embarcar para São Paulo. A agenda oficial do Planalto previu apenas uma reunião com o presidente da GM no Mercosul, Carlos Zarlega, no período da tarde.