Taxa de risco espanhola fecha abaixo de 400 pontos

No final da sessão de hoje, o juros do bônus espanhol a dez anos era de 5,467%, um nível similar ao que tinha em 3 de abril (5,44%)

Madri – A taxa de risco da Espanha fechou nesta quarta-feira em 383 pontos básicos, voltando ao nível do começo de abril, devido à decisão da Moody”s de manter a qualificação da dívida e não rebaixá-la a “bônus lixo”, assim como por causa das expectativas de que a Espanha solicite ajuda financeira à UE.

No final da sessão de hoje, o juros do bônus espanhol a dez anos era de 5,467%, um nível similar ao que tinha em 3 de abril (5,44%), enquanto o do alemão estava em 1,634%.

A taxa de risco espanhola – a diferença entre o rendimento dos bônus espanhol e alemão a dez anos – começou o dia em 423 pontos básicos, e manteve durante a jornada a tendência de baixa.

Segundo as declarações realizadas nesta terça-feira à imprensa estrangeira, o Governo espanhol estuda pedir uma linha de crédito do novo fundo de resgate da União Europeia, mas sem intenção de utilizá-la e com a esperança de que sirva para reduzir de maneira significativa os custos de financiamento do Estado.

Um alto funcionário do Ministério da Economia antecipou à imprensa estrangeira que, uma vez que a Espanha solicite essa linha de crédito que possibilita a compra de bônus por parte do BCE, os juros da dívida espanhola a dez anos poderia cair 150 pontos básicos.