Suíça é o país mais inovador do mundo, segundo ranking

Os responsáveis pelo ranking afirmam que, apesar da desaceleração, os gastos no mundo com inovação ainda estão crescendo e parecem resilientes

A Suíça foi considerada o país mais inovador do mundo pelo segundo ano consecutivo, enquanto a Índia fez os maiores avanços entre as principais economias, mostrou um indicador global nesta quarta-feira. O Brasil está em 66º.

A pesquisa anual Global Innovation Index – compilada pela Organização Mundial da Propriedade Intelectual, Universidade de Cornell e INSEAD – classifica 129 economias mundiais em 80 parâmetros incluindo pesquisa, tecnologia e criatividade.

A Suíça foi seguida de perto pela Suécia e Estados Unidos, com Israel completando o top 10.

A Índia, onde foi feito o anúncio, ficou no 52º lugar, mas subiu nos rankings dos últimos anos, afirmou o diretor-geral assistente da OMPI, Naresh Prasad.

O relatório foi feito no momento em que o Fundo Monetário Internacional (FMI) rebaixou a previsão de crescimento global e alertou para um 2020 “precário” em meio a tensões comerciais, incerteza contínua e perspectivas crescentes para um Brexit sem acordo.

Os autores do relatório afirmam que gastos com inovação ainda estão crescendo e parecem resilientes, apesar da desaceleração.

No entanto, eles também alertaram para sinais de declínio do apoio público à pesquisa e desenvolvimento em economias ricas, geralmente responsáveis por impulsionar a inovação.

“Em particular, o protecionismo que afeta os setores intensivos em tecnologia e fluxos de conhecimento traz riscos às redes globais de inovação e à difusão da inovação”, disse o relatório.

“Se não forem contidos, esses novos obstáculos ao comércio internacional, ao investimento e à mobilidade da força de trabalho levarão a uma desaceleração do crescimento da produtividade e da difusão da inovação em todo o mundo”.