Sterlite arremata lote 3 de leilão de transmissão por R$ 313,1 mi

Empresa ofereceu R$ 313,1 milhões de receita anual permitida, o que corresponde a um deságio de 35,72% em relação à RAP máxima de R$ 487.145.510,00

São Paulo – A indiana Sterlite venceu a disputa pelo lote 3 do leilão de transmissão que acontece nesta sexta-feira, 15, na sede da B3, em São Paulo.

A empresa ofereceu R$ 313,1 milhões de receita anual permitida (RAP), o que corresponde a um deságio de 35,72% em relação à RAP máxima de R$ 487.145.510,00.

A empresa venceu a disputa com outros proponentes, a chinesa State Grid que fez lance com deságio de 10,5%, os consórcios Olympus IV (Alupar e Apollo), com deságio de 2%, e Columbia (Taesa e Cteep), com oferta sem deságio, mesma estratégia usada pela indiana Adani Transmission.

O Lote 3 é composto pelas Linhas de transmissão de 500 kV Xingu – Serra Pelada (totalizando 886 quilômetros), Serra Pelada – Miracema (somando 830 quilômetros), Serra Pelada – Itacaiúnas (115 quilômetros) e a subestação de 500 kV Serra Pelada, localizadas entre os Estados do Pará e do Tocantins.

As instalações devem consumir R$ 2,78 bilhões em investimentos e entrar em operação em março de 2023.