Sindicatos gregos convocam greve de 48 horas

Os trabalhadores gregos prometem cruzar os braços na sexta e no sábado contra as medidas de austeridade exigidas pela UE e o FMI em troca de um novo empréstimo

Atenas – As duas maiores centrais sindicais gregas, a Adedy (funcionários públicos) e GSEE (empregados privados) convocaram nesta quinta-feira uma greve geral para sexta e sábado contra as medidas de austeridade exigidas pela UE e o FMI em troca de um novo empréstimo.

“Convocamos a greve geral na sexta-feira e no sábado junto ao sindicato da função pública”, afirmou à AFP um porta-voz da GSEE, depois de uma reunião dos três partidos de coalizão governamental sobre o novo plano de austeridade.

Mais de 20.000 pessoas se manifestaram na terça-feira em Atenas e Salônica na primeira greve geral contra o novo ajuste grego.