Setor de serviços ficou menos confiante em março, diz FGV

O Índice de Confiança de Serviços (ICS) se mantém abaixo de sua média histórica, que é de 123,8 pontos, refletindo uma percepção de ritmo fraco da atividade

Rio – O Índice de Confiança de Serviços (ICS) recuou 0,4% na passagem de fevereiro para março, na série com ajuste sazonal, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV), nesta segunda-feira, 31. O indicador saiu de 117,4 pontos para 116,9 pontos no período.

Com o resultado, o ICS se mantém abaixo de sua média histórica, que é de 123,8 pontos, refletindo uma percepção de ritmo fraco da atividade. “Das doze atividades pesquisadas, sete apresentaram redução da confiança entre fevereiro e março”, informou a FGV em nota oficial.

O ICS é dividido em dois indicadores, o Índice de Situação Atual (ISA-S) e o Índice de Expectativas (IE-S). O ISA-S teve queda de 0,5% em março, alcançando 101,5 pontos, depois de avanço de 1,5% registrado em fevereiro.

Já o IE-S caiu 0,4%, para 132,3 pontos, depois de queda de 0,7% no segundo mês do ano. A coleta de dados para a edição de março da sondagem foi realizada entre os dias 03 e 26 deste mês e obteve informações de 2.381 empresas.