Serviços desaceleram e ficam abaixo do IPC, revela Fipe

O Índice Geral de Serviços (IGS) ficou bem abaixo da inflação geral, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC)

São Paulo – Os preços dos Serviços na cidade de São Paulo desaceleraram na segunda quadrissemana de março, para 0,54%, ante 0,62% na primeira, informou nesta quarta-feira, 19 a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

O Índice Geral de Serviços (IGS) ficou bem abaixo da inflação geral, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que, ao contrário, acelerou, de 0,57% para 0,68%.

De acordo com o coordenador do IPC e do IGS, Rafael Costa Lima, a desaceleração da alta dos Serviços já era esperada e reflete, sobretudo, alívios em preços como os de Viagem/Excursão (-1,55% para -2,05%) e Contratos de Assistência Médica (0,43% para 0,29%).

“A inflação está muito concentrada em alimentos e, por isso, os serviços estão bem acomodados”, disse.

O grupo Alimentação no IGS é composto exclusivamente do item Alimentação Fora do Domicílio, que subiu 0,69%.

Entre os demais grupos que compõem o IGS além de Alimentação, Transportes tiveram alta de 0,60% e Despesas Pessoais, de 0,89%. Habitação registrou avanço de 0,52%; Saúde mostrou inflação de 0,35% e Educação, de 0,18%.