Pedido de recuperação judicial sobe 10% no ano, diz Serasa

Das 75 empresas que pediram recuperação judicial em setembro, 45 foram de pequeno porte, 20 companhias médias e dez grandes

São Paulo – Em setembro, 75 empresas entraram com pedidos de recuperação judicial, o que elevou o número total em 2013 para 662, um aumento de 10% na comparação com o mesmo intervalo de 2012, de acordo com dados divulgados nesta sexta-feira, 1, pela Serasa Experian.

Das 75 empresas que pediram recuperação judicial em setembro, 45 foram de pequeno porte, 20 companhias médias e dez grandes.

Quando forem divulgados os dados de outubro, eles devem incluir a petroleira OGX, do empresário Eike Batista, que fez o pedido na quarta-feira, 30. Em agosto, haviam sido registrados 71 pedidos, e em setembro de 2012 foram 57 empresas requerendo recuperação judicial.

Já os pedidos de falência somaram 156 casos em setembro de 2013, o que levou o acumulado nos nove primeiros meses para 1.326, uma queda de 12% em relação ao mesmo período do ano passado.

Entre os casos de setembro, 88 empresas que pediram falência eram de pequeno porte, 46 médias e 22 grandes. Em agosto, foram registrados 149 casos, e em setembro de 2012, foram 135 empresas pedindo falência.

De acordo com os economistas da Serasa, a alta do dólar verificada entre junho e agosto deste ano, o enfraquecimento da atividade econômica observada ao longo do terceiro trimestre e a continuidade da elevação das taxas de juros “impuseram maiores dificuldades financeiras às empresas, produzindo elevação nos pedidos de falências”.