Senado permite Sabesp tomar empréstimo de R$ 2,3 bilhões

Valor foi liberado para uso na despoluição do rio Tietê e em obras de saneamento

O Senado abriu espaço para que a empresa paulista de saneamento Sabesp tome empréstimo de 2,3 bilhões de reais para empregar na despoluição do rio Tietê e em obras de saneamento, afirmou nesta quarta-feira o governo do Estado de São Paulo.

De acordo com o comunicado, reunião extraordinária da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado aprovou que o Estado receba aproximadamente 4 bilhões de reais em empréstimos internacionais.

Dentre desse pacote, a Sabesp poderá contratar recursos do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Bird), e para o Programa de Sustentabilidade e Inclusão aos Serviços de Saneamento e Preservação da Água para Abastecimento Público, do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

O restante dos recursos dos empréstimos serão destinados investimento na construção de monotrilho, e na modernização da gestão fiscal, afirmou o governo de São Paulo.