Senado adia votação sobre ICMS para combustível de aviação

O texto não foi votado nesta terça-feira por falta de quórum; o projeto precisa de 54 votos para ser aprovado

Brasília – O Senado adiou para a quarta-feira votação de projeto de resolução que fixa em 12 por cento a alíquota máxima para o ICMS cobrado do combustível de aviação, uma demanda do setor para reduzir custos, visto que hoje alguns Estados, como São Paulo,cobram até 25 por cento.

O texto não foi votado nesta terça-feira por falta de quórum. Segundo o autor da proposta, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), o projeto de resolução precisa de 54 votos para ser aprovado.

Na sessão desta tarde, o quórum total da Casa ficou pouco acima de 50 na maior parte do tempo, o que levou o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), a anunciar que , se houver quórum, o texto será votado na sessão da quarta, a partir das 16h.