Sem surpresas, BC reduz Selic para 10,50% ao ano

Corte de meio ponto percentual é o quarto seguido; BC continua justificando decisão com base no cenário internacional

São Paulo – O Banco Central (BC) começou o ano agindo de acordo com o que o mercado já esperava. Em sua primeira reunião em 2012, o Comitê de Política Monetária (Copom) decidiu cortar a taxa básica de juros em meio ponto percentual.

A Selic passou de 11% para 10,50% ao ano. Ao efetuar o quarto corte consecutivo na Selic, o BC mantém sua política de relaxamento monetário, iniciada em agosto do ano passado. Em quatro reuniões a autoridade monetária reduziu a Selic em dois pontos percentuais (veja infográfico abaixo mostrando a evolução dos juros no governo Dilma).

As últimas decisões do BC têm sido motivadas principalmente pelo cenário econômico internacional. A autoridade monetária enxerga uma depressão na economia mundial forte o suficiente para permitir uma redução dos juros no país sem ameaçar o compromisso com a meta de inflação para 2012.

A ata do Copom, que traz detalhes sobre os motivos que levaram os diretores a optar pela queda da Selic, será divulgada na quinta-feira da semana que vem, e deve trazer mais informações sobre os rumos. A próxima reunião será realizada nos dias seis e sete de março.

Após o término do encontro, em Brasília, o Banco Central emitiu o seguinte comunicado: “Dando seguimento ao processo de ajuste das condições monetárias, o Copom decidiu, por unanimidade, reduzir a taxa Selic para 10,50% a.a., sem viés. O Copom entende que, ao tempestivamente mitigar os efeitos vindos de um ambiente global mais restritivo, um ajuste moderado no nível da taxa básica é consistente com o cenário de convergência da inflação para a meta em 2012.”

(Exame.com)