Samaras pedirá “mais tempo” a Juncker para cumprir ajuste

A reunião com Jean-Claude Juncker, do Eurogrupo, inicia uma série de encontros considerados primordiais para a permanência da Grécia no bloco econômico

Atenas – O presidente do Eurogrupo, Jean-Claude Juncker, é esperado nesta quarta-feira em Atenas, onde o primeiro-ministro grego, Antonis Samaras, tentará convencê-lo de que a Grécia necessita de mais tempo para cumprir seus compromissos de austeridade.

A reunião com Juncker inicia uma série de encontros considerados primordiais para a permanência da Grécia no euro, que inclui uma viagem de Samaras a Berlim e a Paris no fim desta semana.

Segundo a agenda prevista, Juncker chegará à capital grega às 7h (horário de Brasília) e se reunirá com o primeiro-ministro deste país às 11h30.

Samaras deverá apresentar a Juncker uma série de novos cortes, no valor total de 11,5 bilhões de euros, exigida pela troika formada por Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional.

A princípio, esse pacote de ajuste devia desenvolver-se nos próximos dois anos, mas o governo grego pede mais tempo.

Em entrevista publicada hoje pelo diário alemão “Bild”, Samaras lembra que nos últimos três anos a economia helena ‘encolheu 20%, o padrão de vida caiu um terço, os aposentados perderam um quinto de sua renda e metade da juventude está desempregada’.

O governo grego espera que Juncker respalde sua postura e envie hoje aos sócios europeus uma clara mensagem a favor da permanência da Grécia na zona do euro, dado que o chefe do Eurogrupo até agora rejeitou a possibilidade da volta do dracma.

Após esta visita, Juncker deverá anunciar a data da reunião extraordinária do Eurogrupo, esperada para a primeira semana de setembro, quando serão avaliadas as situações de Grécia e Espanha.