Rússia quer aumentar idade de aposentadoria pela 1ª vez em quase um século

A proposta é aumentar a idade para 65 anos para os homens e 63 para as mulheres pela primeira vez desde 1930

O primeiro-ministro russo, Dmitri Medvedev, propôs aumentar a idade de aposentadoria a 65 anos para os homens e 63 para as mulheres, pela primeira vez em nove décadas.

Vestígio da União Soviética, a idade de aposentadoria na Rússia, que desde o início dos anos 1930 é de 55 anos para as mulheres e 60 para os homens, está entre as menores do mundo.

“Propomos um período de transição relativamente longo, a partir de 2019 propomos aumentos progressivos para alcançar uma aposentadoria para os homens aos 65 em 2028 e aos 63 para as mulheres em 2034”, afirmou Medvedev. O projeto precisa ser aprovado pelo Parlamento.

“Isto nos permitirá destinar os fundos adicionais para aumentar as pensões acima da inflação”, completou.

Com a queda demográfica do país, o atual sistema representa um peso crescente para o orçamento federal.

O presidente Vladimir Putin afirmou repetidas vezes que desejava reformar a Previdência em algum momento.

Uma petição contra estas medidas, criada pelos sindicatos russos no site Change.org, reuniu mais de 180.000 assinaturas antes do anúncio de Medvedev.