Rússia estuda limitar importações de carne brasileira

Moscou estuda limitar em um futuro próximo as importações de carne de porco procedente do Brasil

Moscou – Moscou estuda limitar em um futuro próximo as importações de carne de porco procedente do Brasil devido ao descumprimento das normas fitossanitárias russas por alguns fornecedores do país latino-americano.

“Ultimamente tínhamos aberto o acesso (ao mercado russo) para várias empresas brasileiras” cujas provisões foram suspensas anteriormente, disse o chefe do Serviço de Inspeção Agrícola e Criador de gado (SIAG), Sergei Dankvert, citado pela agência “Prime”.

No entanto, Dankvert acrescentou que a situação mudou e “existe a possibilidade de excluir vários fornecedores procedentes desse país” por utilizar ractopamina, que estimula o crescimento muscular.

Além disso, Dankvert informou que vários distribuidores de carne de vaca brasileiros que tinham sido incluídos na “lista negra”, se dirigiram a sua pasta solicitando abrir novamente o acesso ao mercado russo, para o qual proporcionaram ao SIAG um relatório detalhado sobre o que fizeram.

“Vamos estudá-lo, mas queremos voltar a visitá-los para realizar uma inspeção”, disse Dankvert.

Segundo os dados da “Prime”, hoje em dia apenas 22 provedores brasileiros de carne de vaca dos 58 credenciados na Rússia estão autorizados para fornecer sua produção ao mercado russo.