Rússia deve congelar produção de petróleo nos níveis de novembro

Congelamento seria de alguma maneira equivalente a um corte para o país

Moscou – O ministro da Energia russo, Alexander Novak, afirmou nesta quinta-feira que Moscou poderia congelar a produção de petróleo nos níveis de novembro. Segundo ele, seu país prefere um congelamento, não cortes na produção, de acordo com agências de notícias estatais.

Novak disse a agências de notícias que, como a tendência da produção da Rússia é de alta nos próximos meses, o congelamento seria de alguma maneira equivalente a um corte para o país.

O ministro disse acreditar que a chance de a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e nações de fora do grupo chegarem a um acordo agora é maior que na reunião de abril em Doha, quando os países não chegaram a um acordo para congelar a produção.

No mês passado, o presidente russo, Vladimir Putin, demonstrou seu apoio a cortes na produção, durante uma reunião em Istambul. A Rússia, porém, já chegou a descumprir compromissos similares no passado.

Novak disse que a Rússia ainda não recebeu um convite para a reunião dos membros da Opep marcada para 30 de novembro. Fonte: Dow Jones Newswires.