Riscos com tendência desfavorável ameaçam crescimento global, diz FMI

Movimento é causado por tensões comerciais, incertezas políticas e o repentino aperto nas condições financeiras

WASHINGTON – As autoridades financeiras globais disseram neste sábado que os riscos para o crescimento econômico mundial foram “inclinados para desfavoráveis” devido a fatores como as tensões comerciais, as incertezas políticas e o repentino aperto nas condições financeiras.

Os riscos em elevação ocorrem ante um cenário de pouco espaço de manobra nas políticas, níveis de endividamento fiscais historicamente elevados e vulnerabilidades financeiras agravadas, disseram as autoridades em uma comunicação conjunta do comitê gestor do Fundo Monetário Internacional (FMI).

O comunicado foi divulgado durante reuniões preliminares do FMI e do Banco Mundial, em Washington.

Mais cedo, a China criticou a política de “America First” do presidente dos EUA, Donald Trump, que tem precipitado uma disputa comercial entre as duas maiores economias do mundo, com a imposição recíproca de tarifas sobre centenas de bilhões de dólares em bens.

Veja também

“O protecionismo de alguns países tem prejudicado a confiança mútua entre os países, limitado o escopo da cooperação multilateral e impedido a disposição de alcançá-la”, disse Chen Yulu, vice-diretor do Banco do Povo da China, em uma mensagem ao Comitê do Fundo Monetário Internacional.

“Unilateralismo e protecionismo podem somente exacerbar os desequilíbrios domésticos e enfraquecer os ajustes estruturais necessários, o que pode afetar negativamente os países envolvidos e o crescimento global”, disse ele.

(Por David Lawder e Leika Kihara)