Rio poderá ampliar endividamento em R$ 7,055 bi

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, e o governador do Rio, Sérgio Cabral, assinaram nesta segunda-feira protocolo de entendimento revisando a dívida do estado

São Paulo – O Ministério da Fazenda autorizou o Estado do Rio de Janeiro a ampliar seu limite de endividamento em R$ 7,055 bilhões. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, e o governador do Rio, Sérgio Cabral, assinaram nesta segunda-feira protocolo de entendimento revisando o Programa de Reestruturação e Ajuste fiscal (PAF) para o período de 2012-2014.

“Trata-se do maior espaço fiscal dado ao Rio de Janeiro. Primeiro foi R$ 1 bilhão, depois R$ 2 bilhões e agora R$ 7 bilhões”, comentou o ministro, segundo sua assessoria de imprensa. A solenidade foi fechada para a imprensa.

O Rio poderá usar o novo espaço fiscal para contratar novos financiamentos para investir em programas de infraestrutura, de desenvolvimento econômico, social e sustentabilidade fiscal, obras para a Copa do Mundo de 2014 e para a Olimpíada de 2016, além de financiamento de contrapartida do governo estadual no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

No dia 16 de agosto, Mantega já havia autorizado a ampliação em R$ 42,2 bilhões no limite de contratação de operação de crédito para outros 17 Estados, entre eles, São Paulo.