Rio e RS surpreendem com saldo de empregos

O Rio de Janeiro, que aderiu ao programa de socorro criado pelo governo federal, gerou 3.038 novas vagas em novembro

Brasília – Dois Estados em grave crise financeira surpreenderam pela forte geração de empregos em novembro, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

O Rio Grande do Sul, que trabalha para ingressar no regime de recuperação fiscal e conseguir um alívio por pelo menos três anos, registrou saldo positivo de 8.753 vagas no mês passado.

Já o Rio de Janeiro, que já aderiu ao programa de socorro criado pelo governo federal, gerou 3.038 novas vagas em novembro.

Ambos os Estados enfrentam dificuldades para pagar o salário de servidores, mas conseguiram fugir da tendência que recaiu sobre o resultado nacional. O Brasil teve fechamento de 12.292 vagas formais de trabalho no mês passado.

No Rio Grande do Norte, que recentemente viu frustrada sua tentativa de obter um repasse de R$ 600 milhões da União e ainda tenta encontrar apoio para um socorro, houve fechamento de 137 vagas formais. Em São Paulo, o saldo do Caged ficou negativo em 17.611, segundo o Ministério do Trabalho.