Renegociação entre Brasil e México fica para o fim do mês

Governo brasileiro conversa com representantes mexicanos para mudar o acordo sobre importação de automóveis

Brasília – Ficou para o fim do mês uma possível renegociação sobre o acordo automotivo entre o Brasil e o México. Por meio de nota, o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) informou que um novo encontro técnico ocorrerá nos dias 28 e 29 de fevereiro, no México.

“Está prevista a realização de diálogo contínuo em nível técnico e de novo encontro nos dias 28 e 29 de fevereiro, na Cidade do México, para avançar nas negociações”, diz o comunicado.

Durante três dias, representantes do governo dos dois países se reuniram, em Brasília, para rever determinados pontos da parceria. O objetivo brasileiro é equilibrar a balança comercial, que atualmente tem favorecido o México. Entre as exigências do Brasil, está uma maior participação de conteúdo regional na produção dos veículos e inclusão de caminhões, ônibus e utilitários no benefício de alíquota reduzida.

O ministério destacou, na nota, que “a reunião contribuiu para o esclarecimento de pontos relevantes a respeito da evolução e das perspectivas do relacionamento comercial bilateral no setor automotivo. Ambos os países estão empenhados em buscar solução satisfatória que atenda aos interesses das duas partes”.

Em vigor desde 2002, o acordo bilateral permite a importação de veículos, peças e partes de automóveis do México com redução de impostos e institui um percentual mínimo de nacionalização dos veículos vindos do país. A parceria isenta veículos da taxa de importação de até 35%, cobrada sobre carros de fora do México e do Mercosul.