Reino Unido deve ter crescimento fraco no 1º tri de 2013

Segundo o NIESR, o PIB britânico deve registrar expansão de 0,7% este ano, uma leve recuperação após o crescimento zero de 2012

Londres – A economia do Reino Unido deve registrar um leve crescimento no primeiro trimestre deste ano e escapar da recessão, segundo afirmou na noite de segunda-feira o Instituto Nacional de Pesquisa Econômica e Social (NIESR, na sigla em inglês). Para 2013 como um todo, a previsão é de um “crescimento muito, muito fraco”.

Segundo o NIESR, o PIB britânico deve registrar expansão de 0,7% este ano, uma leve recuperação após o crescimento zero de 2012. Esses números devem aumentar a pressão sobre o secretário do Tesouro, George Osborne, para que ele suavize a política de austeridade e adote ações para estimular a economia.

De acordo com o instituto de pesquisa, a frágil performance da economia do Reino Unido se deve ao fraco nível de gastos dos consumidores, que reflete a pressão sobre a renda oriunda da alta na inflação, que supera os ganhos dos salários.

“A recuperação econômica depende de uma retomada nos gastos dos consumidores”, comenta o economista do NIESR Simon Kirby. Ele aponta que os consumidores respondem por dois terços dos gastos no Reino Unido.

As previsões do NIESR mostram uma redução em relação à projeção anterior do instituto, de crescimento de 1,1% este ano. As informações são da Dow Jones.