Rei da Espanha pede união frente à crise

"Estamos num momento decisivo para o futuro da Europa e da Espanha e para assegurar ou arruinar o bem-estar que tanto nos custou alcançar", escreveu o monarca

Madri – Juan Carlos, o rei da Espanha, pediu nesta terça-feira a seus compatriotas que permaneçam unidos frente à difícil conjuntura econômica, política e social do país, o que acentua as tensões separatistas, em particular na Catalunha.

“Estamos num momento decisivo para o futuro da Europa e da Espanha e para assegurar ou arruinar o bem-estar que tanto nos custou alcançar”, escreveu o monarca numa carta aberta publicada no site da Casa Real.

“Só superaremos as dificuldades atuais atuando juntos, caminhando juntos, unindo nossas vozes”, afirmou o rei.

Juan Carlos, de 74 anos e muito respeitado por ter conduzido a transição democrática o final da didatura franquista em 1975, anunciou em julho passado que reduzirá seu salário em 7,1%, se unindo assim ao plano de rigor do governo, que impõe uma redução de salários para todos os funcionários do país, que, além do mais, não terão as bonificações de Natal, com o objetivo de sanear as contas públicas.