Reforma administrativa deve ser enviada na próxima semana, diz Bolsonaro

Havia expectativa de que o texto chegasse ao Legislativo nesta terça (12) como o próprio presidente informou nos últimos dias

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse nesta segunda-feira, 11, que a reforma administrativa deve ser enviada pelo governo ao Congresso na próxima semana. Havia expectativa que o texto chegasse ao Legislativo nesta terça, 12, como o próprio presidente informou na última semana.

No último dia 7, Bolsonaro disse que o texto devia ser enviado com a “menor quantidade possível de arestas”. O texto deve alterar regras sobre a estabilidade de novos servidores públicos. “A política tem de estar casada. Não sou dono de uma empresa. Estou no comando de um país, que tem que ver a questão social, na economia, tem que ver um montão de coisa”, disse o presidente naquela data.

A reforma administrativa faz parte de um pacote de medidas econômicas que o Executivo pretende enviar ao Congresso. Na última semana, Bolsonaro apresentou medidas que tratam do pacto federativo. O governo deve ainda enviar um texto com mudanças na legislação trabalhista, disse na última semana o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Jorge Oliveira.

Bolsonaro disse que ainda não sabe se irá nesta terça, 12, em cerimônia no Congresso para a promulgação da PEC da reforma da Previdência.

Saída do PSL

O presidente confirmou que tratará sobre a sua saída do PSL em reunião no Palácio do Planalto na tarde de terça, com parlamentares da legenda. Ainda segundo o presidente, não está definido que “Aliança pelo Brasil” será o nome do partido que ele pretende tirar do papel.

“Não está certo nada ainda. Para depois vocês não falarem que recuei. Tenho de tomar conhecimento do que está acontecendo amanhã, para poder informar”, afirmou Bolsonaro em frente ao Palácio do Alvorada.