Redução de IPI foi fundamental para IPCA ficar na meta

A redução de Imposto sobre Produtos Industrializados levou a inflação do grupo artigos de residência de 3,53% em 2010 para zero em 2011

Rio de Janeiro – A redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para eletrodomésticos da linha branca (fogões, geladeiras e máquinas de lavar) foi fundamental para manter a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) no teto da meta estipulada pelo governo, de 6,5% em 2011.

A redução de IPI levou a inflação do grupo artigos de residência de 3,53% em 2010 para 0,00% em 2011. A contribuição para o IPCA de 2010 havia sido de 0,15 ponto porcentual na taxa de 5,91%. Em 2011, a contribuição do grupo foi de 0 ponto para a taxa de 6,5%, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

“A contribuição do IPI foi importante para não estourar a meta (de inflação)”, reconheceu Eulina Nunes dos Santos, coordenadora de Índices de Preços do IBGE. Graças ao IPI, os preços do grupo artigos de residência passaram de uma alta de 0,05% em novembro para um recuo de 0,87% em dezembro. O resultado foi um impacto negativo de 0,03 ponto porcentual na inflação de 0,50% no último mês de 2011.