Receitas administradas têm queda real de 2,27% em julho

Arrecadação da Cofins teve queda de 8,05% ante julho de 2013. Na mesma base de comparação, o recolhimento de PIS/Pasep caiu 8,57%

Brasília – A arrecadação das receitas administradas pela Receita Federal teve queda real de 2,27% em julho na comparação com o mesmo mês de 2013, de acordo com dados divulgados nesta sexta-feira, 22, pelo governo federal.

A arrecadação da Cofins somou R$ 15,444 bilhões no mês passado e teve queda de 8,05% ante julho de 2013.

Na mesma base de comparação, o recolhimento de PIS/Pasep caiu 8,57% e chegou a R$ 4,073 bilhões.

Segundo a Receita Federal, o resultado se deve à queda no volume de vendas em junho de 2014 ante junho de 2013, além da alteração da base de cálculo do PIS/Cofins para Importação.

A arrecadação de IRPJ caiu 2,31% e somou R$ 12,026 bilhões em julho, enquanto o recolhimento da CSLL teve alta de 0,45% e chegou a R$ 6,534 bilhões.

A Receita atribui esse resultado ao pagamento por meio de compensações, cuja diferença em relação a julho de 2013 foi de cerca de R$ 2,5 bilhões.

O IRRF-Rendimentos de capital caiu 4,55% no período e somou R$ 2,119 bilhões no mês passado.

“O resultado reflete, principalmente, os decréscimos nominais de 41,90% na arrecadação do imposto de renda incidente sobre operações de swap e de 30,90% na arrecadação do item juros sobre capital próprio”, informou o Fisco.

O recolhimento de Imposto de Importação teve queda de 17,54% e somou R$ 2,994 bilhões em julho. A arrecadação de IPI-Vinculado caiu 17,19% e chegou a R$ 1,206 bilhão.

O governo explica o resultado pela redução de 1,23% na taxa média de câmbio, de 5,04% no valor em dólar (volume) das importações, de 5,64% na alíquota média efetiva do Imposto de Importação e de 5,85% na alíquota média efetiva do IPI-Vinculado.

O recolhimento de IOF somou R$ 2,401 bilhões, o que significa uma queda de 5,54% em relação a julho de 2013.