Rajoy: “se tiver que pedir o resgate, o pedirei”

O líder espanhol, porém, disse que não agirá sob pressão

Bruxelas – O presidente do Governo espanhol, Mariano Rajoy, garantiu nesta sexta-feira que se considerar que é bom para os interesses da Espanha adotará a decisão de pedir ajuda financeira à União Europeia (UE), mas esclareceu que em nenhum momento agirá sob pressão.

Rajoy fez estas considerações na entrevista coletiva que deu no final do Conselho Europeu de Bruxelas, no qual se avançou no calendário para o começo da união bancária, e não houve referência alguma ao possível pedido de resgate por parte da Espanha.

O chefe de Governo espanhol assegurou que não recebeu pressões de seus colegas europeus para pedir o resgate, e insistiu em que não aceitaria pressões de nenhum tipo.