Quanto custa um iPhone em horas de trabalho?

Analistas do banco UBS calcularam o preço desse e outros três produtos em tempo de trabalho ao redor do globo

São Paulo – Você já pensou quanto tempo, em média, é preciso trabalhar para comprar um iPhone no Brasil? Segundo os analistas do banco suíço UBS, o gadget da Apple “custa” 160 horas de trabalho no Rio de Janeiro e 106 horas em São Paulo.

O número foi apontado em uma pesquisa que cruzou dados do salário médio de 15 profissões em 72 cidades do mundo com o preço de alguns produtos conhecidos mundialmente (mesmo que não disponíveis para venda na cidade estudada). No Brasil, São Paulo e Rio de Janeiro entraram no relatório.

O resultado assim foi influenciado por fatores como câmbio, preços ao consumidor e salário médio de cada região.

Além do iPhone, o relatório fez o mesmo estudo para o Big Mac, um quilo de arroz e um quilo de pão. Mesmo que não sejam vendidos em algumas cidades da pesquisa, os produtos podem dar uma ideia do poder de compra em cada lugar.

Confira nas próximas páginas as cidades que precisam trabalhar mais ou menos para comprar um iPhone e outros produtos:

iPhone

Embora o modelo mais recente seja o iPhone 5, no caso do gadget da Apple, os números foram calculados com base no iPhone 4S de 16 GB. 


De acordo com o relatório do UBS, os trabalhadores de Zurique são os que conseguem comprar o aparelho mais rapidamente, enquanto em Manila, nas Filipinas, os moradores são os que mais precisariam trabalhar.

Cidades que precisam de menos horas

Cidade Preço do iPhone em horas trabalhadas
Zurique 22
Genebra 23,5
Nova York 27,5
Luxemburgo 29,5
Chicago 32

Cidades que precisam de mais horas

Cidade Preço do iPhone em horas trabalhadas
Manila 435
Nova Deli 369,5
Jacarta 348,5
Mumbai 338
Nairóbi (Quênia) 292,5

Big Mac

Em Tóquio, no Japão, um Big Mac “custa” 9 minutos de trabalho, sendo a cidade com o maior poder de compra do sanduíche. A cidade que precisa de mais horas de trabalho é Nairobi, no Quênia, onde seriam necessários 84 minutos de trabalho por um lanche.

O McDonald’s não tem unidades no país, mas a pesquisa leva em consideração um preço médio para o sanduíche, o que torna a comparação possível.

Considerando as cidades brasileiras, o sanduíche custaria 39 minutos de trabalho em São Paulo e 45 minutos no Rio de Janeiro.

Cidades que precisam de menos minutos

Cidade Preço do Big Mac em minutos trabalhados
Tóquio 9
Hong Kong, Nova York 10
Chicago, Los Angeles, Luxemburgo e Toronto 11
Dubai, Miami, Nicósia (Chipre) e Sydney 12
Zurique 13

Cidades que precisam de mais minutos

Cidade Preço do Big Mac em minutos trabalhados
Nairobi 84
Caracas 81
Manila 73
Cairo 67
Delhi 65

 


1 kg de pão

Para comprar o alimento, empate. Genebra e Zurique, na Suíça, e Manama, no Bahrein, são as cidades onde menos é preciso trabalhar pelo alimento, que custa seis minutos. O preço mais alto está em Manila, nas Filipinas, onde um quilo de pão custa 70 minutos de trabalho.

No Brasil, os preços não são baixos. No Rio de Janeiro, o quilo de pão custa, em média, 33 minutos de trabalho, e em São Paulo, 27 minutos.

Cidades que precisam de menos minutos

Cidade Preço do Kg de pão em minutos trabalhados
Genebra, Manama e Zurique 6
Amsterdã, Londres e Moscou 7
Cairo, Dublin e Nicósia (Chipre) 8
Copenhagen, Frankfurt, Istambul, Luxemburgo, Sydney, Taipé (Taiwan) e Viena 9
Dubai, Joanesburgo, Lyon, Madri e Tel Aviv 10

Cidades que precisam de mais minutos

Cidade Preço do Kg de pão em minutos trabalhados
Manila 70
Caracas 59
Jacarta 47
Xangai 43
Bogotá 34

1 Kg de arroz

O quilo de arroz custa seis minutos de trabalho nas cidades de Barcelona, Copenhague, Los Angeles, Madri, Miami, Nova York, Sidney e Zurique, as mais baratas. A cidade que mais trabalha pelo alimento é, novamente, Nairobi, no Quênia, onde o quilo de arroz custa 41 minutos de trabalho.

Em São Paulo, o alimento custa oito minutos. Já no Rio de Janeiro, são necessários 12 minutos de trabalho.

Cidades que precisam de menos minutos

Cidade Preço do Kg de arroz em minutos trabalhados
Barcelona, Copenhague, Los Angeles, Madri, Miami, Nova York, Sydney e Zurique 6
Genebra e Helsinque 7
Auckland, Lisboa e São Paulo 8
Amsterdã, Berlim, Chicago, Nicósia (Chipre), Xangai e Viena 9
Dublin, Hong Kong, Luxemburgo, Manama (Bahrein), Seul e Toronto 10

Cidades que precisam de mais minutos

Cidade Preço do Kg de arroz em minutos trabalhados
Nairóbi (Quênia) 41
Nova Deli 40
Liubliana (Eslovênia) 38
Vilnius (Lituânia) 34
Mumbai 31

> Confira também: 5 indicadores inusitados para medir a economia