Produtores rurais têm prejuízo de R$6,6 bi com protestos, diz CNA

Perdas não consideram envolvidos com o processamento de alimentos, as indústrias e os insumos, segundo a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil

São Paulo – Os produtores rurais brasileiros já contabilizam prejuízos de 6,6 bilhões de reais em decorrência dos protestos de caminhoneiros, que se arrastam há nove dias, afirmou a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), em nota.

“Este prejuízo é apenas na produção primária, sem considerar ainda o processamento, as indústrias e a parte de insumos, que estão tendo prejuízos severos. E ainda fora o que está por vir, porque a recuperação não é imediata”, destacou no comunicado o superintendente técnico da CNA, Bruno Lucchi.

Para ele, o tempo que o produtor deve levar para se reestruturar é de seis meses a um ano. “Animais estão morrendo, alimentos perecíveis como hortaliças e leite são desperdiçados. O impacto é econômico, social e ambiental”, afirmou Lucchi, que prevê um “caos extremo” na produção de alimentos se as manifestações continuarem.