Produção de veículos cresce 20,2% no mês de outubro

País apresentou um crescimento de 12,8% com relação ao número de veículos produzidos em setembro deste ano

Rio de Janeiro – A produção da indústria automobilística brasileira apresentou um crescimento de 20,2% em outubro em comparação com o mesmo período de 2011, chegando a 318.701 unidades contra 265.039, informou nesta quarta-feira a Associação Nacional de Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

Além disso, o país apresentou um crescimento de 12,8% com relação ao número de veículos produzidos em setembro deste ano.

Com relação ao segmento de automóveis e comerciais leves, o Brasil produziu 301.918, volume 12,8% maior em relação a setembro e 25,4% em relação a outubro de 2011, quando foram produzidas 240.852 unidades.

O forte salto da produção do quarto maior fabricante de automóveis do mundo se deu por conta das reduções de impostos concedidas pelo governo para incentivar um dos setores mais afetados pela crise internacional, segundo a Anfavea.

Os incentivos fiscais para indústria automotiva, basicamente uma redução do imposto sobre produtos industrializados (IPI) que vem estimulando tanto a produção como as vendas desde maio, venciam em outubro, mas foram prorrogados até dezembro pelo governo.

Apesar da reação dos últimos meses, a produção acumulada de veículos entre janeiro e outubro foi de 2,78 milhões de unidades, o que representa uma redução de 3,3% frente ao mesmo período do ano passado (2,88 milhões).

A Anfavea prevê para 2012 um aumento de 2% na produção frente a 2011, ano em que alcançou um recorde de 3,4 milhões de veículos.

Por sua vez, as vendas internas de veículos no Brasil, em outubro, chegaram a 314.644 unidades, o que representa um crescimento de 21,8% em comparação com o mesmo mês do ano passado e de 18,6% frente às vendas de setembro.

As vendas acumuladas nos dez primeiros meses do ano chegaram a 3,13 milhões de unidades, com um crescimento de 5,7% frente ao mesmo período do ano passado.


A Anfavea prevê para este ano um crescimento entre 4% e 5% das vendas em comparação com 2011, quando alcançaram o recorde de 3,63 milhões de veículos.

Apesar do aumento das vendas no mercado interno, a crise internacional provocou uma queda de 7,1 % nas receitas pela exportação de veículos em outubro em comparação com o mesmo mês de 2011. As exportações do mês passado somaram US$ 1.376 bilhões.

Por volume, o Brasil exportou 41.797 veículos em outubro, uma redução de 21,2% frente ao mesmo mês do ano passado.

As exportações acumuladas em dez meses somam US$ 12.620 bilhões, um valor 5,9% inferior ao do mesmo período do ano passado.

O número de veículos brasileiros no exterior nos dez primeiros meses do ano caiu 18,4%, chegando a 364.345 unidades.

O Brasil anunciou, em outubro, um novo Regime Automotor que ficará em vigor entre 2013 e 2017 e que procura incentivar a instalação de novas fábricas no país e a produção de modelos mais eficientes, ecológicos e baratos.

Segundo os cálculos do governo, os fabricantes estabelecidos no país investirão pelo menos US$ 22.000 bilhões nos próximos três anos.