Produção de refinarias de petróleo da China tem recorde diário em setembro

Os volumes processados até o momento neste ano subiram 8,1% ante o ano passado, para 452 milhões de toneladas

Pequim – A produção das refinarias chinesas atingiu um recorde diário em setembro, com parte das plantas independentes retomando suas operações, que tinham sido suspensas durante o verão, para reforçar os estoques de petróleo, em meio a uma melhora na demanda por combustíveis e margens robustas, segundo dados divulgados nesta sexta-feira, 19.

O processamento de petróleo da China subiu para 12,49 milhões de barris por dia (BPD) em setembro, ante 11,85 milhões de BPD em agosto, de acordo com dados do Gabinete Nacional de Estatísticas chinês.

O maior nível de processamento acontece conforme a China aumenta as suas importações de óleo para uma máxima em quatro meses.

Os volumes processados até o momento neste ano subiram 8,1 por cento ante o ano passado, para 452,54 milhões de toneladas, ou 12,1 milhões de BPD, mostraram os dados.

 

A produção doméstica da China de petróleo recuou 2,4 por cento na comparação anual, para 15,18 milhões de toneladas, ou 3,69 milhões de BPD, de acordo com os dados.

A produção das refinarias deve crescer ainda mais no quarto trimestre deste ano, já que várias refinarias estatais retomarão as operações depois de grandes paradas programadas.