Produção de petróleo cresceu 2,2% em maio, diz Petrobras

A produção de petróleo e gás natural da empresa no Brasil, no mesmo mês, foi de 2,387 milhões de barris de óleo equivalente por dia

São Paulo – A produção de petróleo da Petrobras no Brasil atingiu a média de 1,975 milhão de barris/dia (bpd) em maio, superando em 2,2% a produção de abril. Conforme o comunicado divulgado nesta terça-feira, 1, incluída a parcela operada pela estatal para seus parceiros no Brasil, o volume atingiu a marca de 2,092 milhões bpd, 2,9% acima do volume produzido no mês anterior.

A produção de petróleo e gás natural da empresa no Brasil, no mesmo mês, foi de 2,387 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed), alta de 2,2% em relação a abril.

Incluída a parcela operada pela Petrobras para as empresas parceiras no Brasil, o volume atingiu a marca de 2,558 milhões boed, 2,9% acima da produção alcançada em abril.

Segundo o comunicado da estatal, contribuíram para o aumento da produção a entrada em operação de novos poços nas plataformas P-58 (Parque das Baleias), P-63 (Papa-Terra) e P-55 (Roncador) e o início da produção da plataforma P-62 (Roncador), todos na Bacia de Campos.

A essa última plataforma serão interligados, nos próximos meses, 22 poços, sendo 14 produtores de petróleo e gás e oito injetores de água.

Do tipo FPSO (unidade que produz, armazena e transfere petróleo, na sigla em inglês), essa unidade tem capacidade para processar, diariamente, até 180 mil barris de petróleo e 6 milhões de metros cúbicos de gás natural.

Pré-sal

A Petrobras informou ainda que, no pré-sal das bacias de Santos e Campos, o aumento da produção, em maio, foi de 8,8%, atingindo um volume de 447 mil bpd, configurando mais um recorde mensal.

No dia 31 de maio, a produção do pré-sal bateu recorde diário, chegando a 482 mil bpd. Esses volumes incluem a parte operada pela Petrobras para seus parceiros.

Mais cedo, a companhia já havia informado que a produção de petróleo nos campos operados pela Petrobras na chamada província do pré-sal nas bacias de Santos e de Campos superou a marca dos 500 mil barris por dia (bpd) – atingindo 520 mil bpd no dia 24 de junho – o que configura novo recorde de produção diária.

“Os recordes no pré-sal são consequência do crescimento da produção da plataforma P-58 e ao excelente desempenho dos demais poços produtores daquele horizonte, com destaque para os campos de Lula e Sapinhoá, onde vazões acima de 30 mil bpd por poço vêm sendo obtidas com frequência”, diz a estatal, no comunicado.