Produção de aço bruto do Brasil cresce 2,2% em março

O volume de aço plano, usado pelas indústrias de veículos e máquinas e equipamentos, somou 1,42 milhão de toneladas

São Paulo – A produção brasileira de aço bruto em março cresceu 2,2 por cento ante o mesmo período do ano passado, para 3,105 milhões de toneladas, impulsionada por laminados planos, segundo dados divulgados nesta quarta-feira pelo Instituto Aço Brasil (IABr).

O volume de aço plano, usado pelas indústrias de veículos e máquinas e equipamentos, produzido em março somou 1,42 milhão de toneladas, salto de 7,9 por cento sobre o mesmo mês de 2011. Enquanto isso, a produção de aço longo, usado na construção, caiu 2,7 por cento, para 942,3 mil toneladas, e a de semi-acabados para vendas cresceu 0,1 por cento.

No trimestre, a produção subiu 2,4 por cento sobre um ano antes, a 8,69 milhões de toneladas, apoiada em crescimento de 8,3 por cento em semi-acabados, 4 por cento nos laminados planos, enquanto a produção de laminados longos avançou 1,7 por cento na comparação anual.

As vendas no mercado interno, enquanto isso, ocorreram num ritmo mais lento que a expansão da produção, avançando 1,5 por cento em março sobre um ano antes, para 1,92 milhão de toneladas. De janeiro a março, as vendas somaram 5,33 milhões de toneladas, crescimento de 1,3 por cento na mesma comparação.

Já as exportações das usinas siderúrgicas se mantiveram praticamente estáveis no mês passado, em 809,6 mil toneladas, divididas entre tombo de 45 por cento nas vendas externas de laminados e salto de 44,8 por cento em produtos semi-acabados.

Segundo o IABr, que citou dados da Secretaria de Comércio Exterior, as importações de aço do Brasil cresceram 27,5 por cento em março na comparação anual, para 338,4 mil toneladas, enquanto no trimestre as compras externas subiram 15 por cento, a 996 mil toneladas.