Produção de 6 culturas caiu na previsão da safra 2014

Segundo o IBGE, a produção do Nordeste recuou 10,4% em relação a agosto, por influência da Bahia

Rio – Seis produtos agrícolas foram responsáveis pela redução de 84,72 mil toneladas na expectativa para a safra deste ano na passagem de agosto para setembro.

A previsão para o volume de produção ficou estável estatisticamente, mas houve queda nas estimativas em relação a agosto para as safras de soja (-0,5%), batata 2ª safra (-1,5%), feijão 1ª safra (-1,5%), aveia (-1,8%), café arábica (-2,0%) e algodão herbáceo (-2,5%), segundo o Levantamento Sistemático da Produção Agrícola divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apresentado nesta quinta-feira, 09.

No caso da soja, houve redução de 0,3% na área colhida e de 0,2% no rendimento médio.

Segundo o IBGE, a produção do Nordeste recuou 10,4% em relação a agosto, por influência da Bahia, onde a informação foi reajustada para 3,3 milhões de toneladas em virtude de problemas climáticos.

A queda na estimativa de produção da batata de 2ª safra reflete a diminuição de 1% na área plantada e de 0,5% no rendimento médio, sob influência dos resultados de Minas Gerais e Paraná. Houve redução na área plantada em 0,4% e 2,5%, respectivamente.

“São ajustes, uma área que se esperou que estivesse plantada na verdade não foi plantada. E o rendimento também teve queda”, afirmou Mauro Andreazzi, gerente da Coordenação de Agropecuária do IBGE.

Quanto ao café arábica, a área colhida e o rendimento médio recuaram 1%. Houve redução nas estimativas da produção no Ceará (-29,3%), Goiás (-27,1%) e Bahia (-1,8%). Minas Gerais teve queda de 2,3%, o equivalente a 31.120 toneladas a menos, na estimativa de safra.

Já o feijão 1ª safra passou por reavaliações em Pernambuco e Ceará.

No primeiro estado, o rendimento médio caiu 16,5%, enquanto a safra cearense declinou 5,6%, como resultado da estiagem na região.