Presidente distrital do Fed prega nova alta de juros

Mester disse ser a favor da remoção gradual das medidas de estímulos do Fed, mas afirmou não ser possível esperar até que a inflação dos EUA se fortaleça

São Paulo – A presidente da distrital do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA ) em Cleveland, Loretta Mester, defendeu hoje uma nova alta dos juros básicos, fazendo a ressalva, porém, de que o momento dependerá do estado da economia americana.

Mester, que falou em entrevista à emissora CNBC, disse ser a favor da remoção gradual das medidas de estímulos monetários do Fed, mas afirmou não ser possível esperar até que a inflação dos EUA se fortaleça para o nível de 2% desejado pelo BC americano.

Mester, que não vota nas reuniões de política monetária do Fed este ano, previu que a inflação eventualmente voltará para 2%.

Em relação à economia dos EUA, Mester prevê crescimento um pouco acima de 2%.

Também à CNBC, Mester disse não estar preocupada com os níveis dos mercados financeiros e que um eventual fechamento do governo dos EUA não impediria o Fed de agir.

Na última terça-feira, o presidente dos EUA, Donald Trump, ameaçou “fechar o governo” (paralisar as atividades federais) se não obtiver financiamento para o plano de construir um muro na fronteira com o México.

Com informações da Dow Jones Newswires.