Prefeitura de São Paulo lança edital de concessão do Estádio do Pacaembu

Texto para consulta pública será publicado nesta quinta-feira (29) no Diário Oficial do Estado e ficará aberto por 20 dias

A prefeitura de São Paulo lançou hoje (28) o edital de concessão do Estádio do Pacaembu à iniciativa privada. O texto para consulta pública será publicado amanhã no Diário Oficial do Estado e ficará aberto por 20 dias. Neste período, serão recebidas sugestões para o texto definitivo que será publicado em 24 de abril. O edital prevê a concessão do complexo, que inclui ainda o centro poliesportivo.

Com a concessão, que terá a duração de 35 anos, a prefeitura prevê ganhar R$ 402 milhões.

O valor mínimo para a outorga é de R$ 12,4 milhões. O vencedor – o que apresentar o maior valor – terá que reformar o estádio, incluindo sistemas elétrico e hidráulico, de telecomunicações, reforma nos vestiários, pistas de atletismo e assentos das arquibancadas, além de implantar geradores com painel de transferência automática e construir novos sanitários.

De acordo com a prefeitura, o acesso ao complexo continuará livre e gratuito e as atividades ali realizadas pela Secretaria de Esportes deverão ser mantidas.

No ano passado, segundo a prefeitura, a receita do Pacaembu foi de R$ 2,46 milhões, com gastos que chegaram a R$ 8,3 milhões. “Estamos falando de um equipamento de mais de 70 anos que precisa de uma grande reforma, porém a administração pública não dispõe desses recursos. A iniciativa privada, além de cuidar da gestão, vai investir até R$ 200 milhões no local. Teremos um patrimônio da cidade completamente revitalizado”, disse Wilson Poit, secretário de Desestatização e Parcerias.

Segundo o secretário municipal de Esportes e Lazer, Jorge Damião, o Pacaembu vai continuar sendo um estádio de futebol, mas poderá também atender a outros esportes.