Preços recuam com dólar e possível produção elevada da Opep

A Opep produziu petróleo no maior ritmo em dois anos e meio em maio, a 31,22 milhões de barris por dia

Londres – Os preços do petróleo recuavam nesta segunda-feira com uma alta do dólar e a expectativa de que a produção da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) continuará alta, elevando as preocupações quanto a um excedente de oferta apesar do declínio na atividade de perfuração de poços nos EUA.

A Opep produziu petróleo no maior ritmo em dois anos e meio em maio, a 31,22 milhões de barris por dia, mostrou uma pesquisa mensal da Reuters.

O cartel de 12 países se reúne na sexta-feira em Viena, mas a expectativa é de que deverá manter a atual política de produção, levando a uma ampla oferta para no futuro próximo.

O primeiro contrato do Brent recuava 0,69 dólar, para 64,87 dólares por barril às 9h13 (horário de Brasília), após tocar mínima de 64,56 dólares mais cedo na sessão. O petróleo norte-americano recuava 0,46 dólar a 59,84 dólares.

O dólar avançava mais de 0,3 por cento ante uma cesta de moedas, tornando o petróleo e outras commodities mais caras para compradores de outras moedas.