Preços do diesel na Petrobras e no exterior se aproximam

A projeção da consultoria GO Associados sugere que, em setembro, essa diferença será de apenas 3%, ou R$ 0,05 por litro

São Paulo – O preço do óleo diesel voltou a cair no exterior durante o mês de setembro e, mantidas as projeções feitas pela GO Associados, o spread (diferença) entre o valor internacional e aquele praticado pela Petrobras no mercado doméstico praticamente inexiste neste momento.

A projeção da consultoria sugere que, em setembro, essa diferença será de apenas 3%, ou R$ 0,05 por litro.

Em setembro de 2013, a diferença era de 18%, ou R$ 0,33 por litro.

De agosto para setembro deste ano, o spread no diesel oscilou de 5% para 3%, em função de uma queda projetada de 1,6% no preço internacional.

O dólar, por outro lado, apresentou valorização em relação ao real (de R$ 2,27 em agosto para R$ 2,31 em setembro), o que limitou uma variação ainda mais expressiva no spread, já que a importação ficou mais cara.

O levantamento foi realizado pela GO Associados na semana passada.

No caso da gasolina, o spread projetado para setembro ficou em 12%, no mesmo patamar registrado em agosto deste ano, porém, inferior aos 16% de setembro de 2013.

A estabilidade na comparação entre setembro e o mês anterior é explicada pela tendência de queda dos preços internacionais, consequência da retração de 2,4% na cotação do petróleo WTI, compensada pela desvalorização de 1,9% do real.