Preços de serviços sobem 0,87% em São Paulo, diz Fipe

A taxa do indicador ficou acima da verificada na segunda quadrissemana do mês, de 0,76%

São Paulo – O Índice Geral de Serviços (IGS) subiu 0,87% na cidade de São Paulo na terceira quadrissemana de janeiro, conforme divulgação feita hoje pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) à Agência Estado. A taxa do indicador ficou acima da verificada na segunda quadrissemana do mês, de 0,76%.

Entre os conjuntos de preços que compõem o IGS, o grupo Educação foi novamente o destaque, com avanço de 5,45%, ante 3,00% na segunda medição do mês. Na sequência, o grupo Despesas Pessoais saiu de uma alta de 2,83% para uma variação positiva menor, de 2,06% na terceira quadrissemana.

De acordo com a Fipe, o grupo Alimentação avançou 0,82%, no âmbito do IGS, contra elevação de 1,02% na segunda leitura do mês. O grupo Transportes subiu 0,50%, ante 0,31%; o grupo Saúde apresentou alta de 0,32%, ante 0,31%; e o grupo Habitação avançou 0,19%, ante 0,22%.

Divulgado pela primeira vez pela Fipe no início de janeiro, o IGS representa 45,485% do Índice de Preços ao Consumidor (IPC) calculado pelo instituto. Enquanto o indicador geral de inflação é dividido em sete grupos, o índice restrito de Serviços é composto por seis, já que o de Vestuário não entra na classificação.