Preço e volume derrubam exportação de minério em agosto

As exportações somaram 2,75 bilhões de dólares em agosto, ante 2,84 bilhões de dólares obtidos no mês anterior e 4,46 bilhões em agosto de 2011

Rio de Janeiro – A redução nos preços recebidos pelo minério de ferro e a queda do volume vendido pelo Brasil levaram as exportações do produto em agosto a um recuo de 38 por cento na arrecadação em relação ao mesmo período do ano passado, mostram dados divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex) nesta segunda-feira.

As exportações somaram 2,75 bilhões de dólares em agosto, ante 2,84 bilhões de dólares obtidos no mês anterior e 4,46 bilhões em agosto de 2011, de acordo com informações da balança comercial brasileira.

O volume de minério de ferro do Brasil exportado do Brasil somou 27,53 milhões de toneladas em agosto, um volume pouco maior do que o alcançado em julho (27,25mi/t) e abaixo do exportado um ano antes (32,47mi/t).

O preço do produto por tonelada, segundo a média diária calculada pela Secex, foi de 100,2 dólares. Os valor é muito menor do que o preço de venda realizado há um ano, de 137,6 dólares por tonelada segundo a mesma metodologia.

A queda dos preços do minério de ferro se tornou uma das maiores preocupações de investidores e analistas de mercado do setor nas últimas semanas, com a tonelada do produto no mercado chinês recuando quase 25 por cento em agosto .

Em julho deste ano, o preço da tonelada chegou 104,3 dólares, segundo a média diária da Secex.

A Vale, maior produtora mundial de minério de ferro, espera que os preços do produto voltem a subir assim que a oferta refletir a saída do mercado de fornecedores com maior custo de produção, um processo que já começou, segundo um alto executivo da companhia disse em entrevista à Reuters.