Preço do petróleo nos EUA sobe com queda de estoques

Contratos futuros do Brent eram pressionados por dados econômicos fracos nos Estados Unidos

Londres – Os contratos futuros do Brent recuavam nesta quarta-feira, mas ainda mantendo-se acima de 109 dólares por barril, pressionados por dados econômicos fracos nos Estados Unidos, principal país consumidor de petróleo.

Investidores também avaliam as perspectivas de menor consumo nos EUA e na Europa com a redução do frio intenso, que provoca maior consumo de combustíveis para aquecimento, e planos de desativar refinarias para manutenção, após o inverno do Hemisfério Norte.

Enquanto isso, o Instituto Americano de Petróleo (API, na sigla em inglês) apontou queda de 1,1 milhão de barris nos estoques em Cushing, Oklahoma, ponto de entrega para o petróleo nos EUA, na semana passada, o que eleva as cotações dos contratos futuros no país.

Às 11h11 (horário de Brasília), o Brent recuava 0,05 dólar, a 109,46 dólares por barril, enquanto o petróleo nos EUA subia 0,33 dólar, a 102,16 dólares.

“Acredito que a divergência entre os preços do WTI norte-americano e do Brent é provocada pelos números da API”, disse o corretor de petróleo Christopher Bellew, da Jefferies Bache.