Preço do petróleo cai após dado mostrar mais sondas nos EUA

As sondas em operação caíram em dois terços desde o ano passado para o menor nível desde 2009

Londres – Os preços do petróleo se recuperavam nesta segunda-feira, conforme o mercado digere dados que apontam uma ligeira alta nas atividades de sondas de perfuração nos Estados Unidos, mas com incertezas sobre o resultado de uma reunião dos maiores exportadores globais da commodity que acontecerá no próximo mês para discutir o congelamento da produção.

As companhias de energia dos EUA adicionaram uma sonda de petróleo na última semana, após 12 semanas consecutivas de redução das unidades em atividade, apontaram dados da consultoria Baker Hughes.

As sondas em operação caíram em dois terços desde o ano passado para o menor nível desde 2009, mas a inesperada adição sugere que o corte nas perfurações pode estar se estabilizando após a recuperação de 50% nos preços do petróleo desde fevereiro.

O petróleo Brent avançava 0,58%, a 41,44 dólares por barril, às 9h54 (horário de Brasília).

O petróleo dos Estados Unidos subia 0 0,23%, a 39,53 dólares por barril.

“Não daríamos peso demais a essa interpretação (sobra a alta nas sondas), dado que a contagem ainda está no menor nível desde 2009… houve apenas duas altas semanais na contagem de sondas desde agosto, nenhuma das quais se mostrou de longa duração”, disseram analistas do Commerzbank em nota.

O petróleo atingiu uma máxima de 2016 na semana passada, encorajado por otimismo em torno da possibilidade de um acordo no próximo mês entre países da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e países não membros para congelar a produção nos níveis de janeiro.