Preço do etanol cai em 4 estados, mas sobe em 21 e no DF

Os dados são da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). No período de um mês, os preços subiram em todo o País

São Paulo – Os preços do etanol hidratado nos postos brasileiros caíram em apenas quatro Estados, subiram em outros 21 e no Distrito Federal e não se alteraram no Amapá nesta semana.

Os dados são da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). No período de um mês, os preços subiram em todo o País.

Em São Paulo, principal Estado produtor e consumidor, a cotação subiu 3,58% na semana, para R$ 2,489 o litro. No período de um mês, acumula valorização de 13,08%.

Na semana, a maior alta ocorreu em Mato Grosso (+11,48%) e o maior recuo, em Goiás (1,03%). No mês, o etanol subiu mais em Mato Grosso (21,75%).

No Brasil, o preço mínimo registrado para o etanol foi de R$ 1,899 o litro, em Mato Grosso, e o máximo foi de R$ 3,80 o litro, no Acre. Na média, o menor preço foi de R$ 2,301 o litro, também em Mato Grosso. O maior preço médio foi verificado no Acre, de R$ 3,216 o litro.

Etanol x gasolina

De acordo com os dados da ANP, compilados pelo AE-Taxas, o etanol voltou a ser competitivo ante a gasolina em Goiás nesta semana. Além desse Estado, o biocombustível também mantém vantagem em Mato Grosso.

Segundo o levantamento, o etanol equivale a 69,78% do preço da gasolina em Goiás. Em Mato Grosso, a relação está em 64,29%.

O derivado de petróleo está mais vantajoso principalmente no Amapá, onde o etanol custa o equivalente a 86,04% do preço da gasolina.

Em São Paulo, a gasolina tem cotação média de R$ 3,458 o litro, ante R$ 2,489 do etanol hidratado.