Powell diz que política de juros do Fed está em “boa situação”

Para presidente do Fed, principais riscos para economia dos EUA são crescimento mais lento na China e na Europa

Washington – O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), Jerome Powell, disse que a perspectiva econômica dos EUA é favorável e que a economia não exige taxas de juros maiores ou menores agora. “Nossa política de juros está em boa situação neste momento”, disse ele durante uma rara entrevista à televisão transmitida pela CBS neste domingo. Powell, falando ao programa “60 Minutes”, disse que os principais riscos para a economia dos EUA hoje são crescimento mais lento na China e na Europa. Ele também afirmou que ataques cibernéticos são uma ameaça para o sistema financeiro. A entrevista foi gravada na terça-feira na sede do Fed em Washington.

As autoridades do Fed elevaram os juros básicos da economia americana quatro vezes no ano passado para aproximar os custos de empréstimos do “nível neutro”, que não estimula nem retarda o crescimento. Powell disse no domingo que a atual taxa de juros é “mais ou menos neutra”.

Powell se recusou repetidamente a responder às críticas públicas ao Fed feitas pelo presidente Trump no ano passado, dizendo que seria inadequado para ele comentar sobre o presidente ou qualquer autoridade eleita. Comentar essas críticas seria “uma distração do importante trabalho que temos”, disse ele. Em resposta a uma pergunta, Powell disse que não acredita que Trump tenha a autoridade para demiti-lo. “A lei é clara que tenho um mandato de quatro anos. E pretendo cumpri-lo”, disse Powell na entrevista de domingo.

O presidente do Fed também não quis discutir a conversa que teve com Trump em um jantar no mês passado. Os ataques de Trump colocaram Powell na posição de assegurar ao público que o comprometimento do Fed em tomar decisões sobre taxas de juros independentemente da política não será comprometido. “É muito importante que o público entenda que sempre vamos tomar decisões com base no que achamos certo para o povo americano”, disse Powell. “Nós nunca levaremos em conta considerações políticas”.

Powell fala frequentemente de seu desejo de explicar em “inglês simples” o que o banco central está fazendo e por quê. O ex-chairman do Fed, Ben Bernanke, deu entrevista ao programa “60 Minutes” duas vezes durante seus oito anos como presidente do Fed e começou a explicar as decisões do Fed em coletivas de imprensa trimestrais após cada reunião de política monetária. Powell anunciou no ano passado que iria realizar uma conferência de imprensa após cada reunião em 2019.