Powell diz que EUA já podem estar em recessão por causa do coronavírus

No entanto, presidente do Federal Reserve disse que prevê uma vigorosa recuperação assim que crise passar

O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) Jerome Powell, disse nesta quinta-feira que os Estados Unidos já podem estar em recessão por causa dos efeitos da pandemia do novo coronavírus, mas ressaltou que o país atravessa uma “situação única” e que “não há nada de errado” com sua economia do ponto de vista dos fundamentos.

Em entrevista ao programa Today, da emissora NBC, Powell afirmou que a atividade econômica dos EUA vai sofrer um declínio “substancial” no segundo trimestre, mas previu que poderá ocorrer uma “vigorosa recuperação” quando a crise do coronavírus for superada.

O presidente do Fed também disse que a instituição vai apoiar o fluxo de crédito na economia através de seus instrumentos de estímulos em meio à pandemia do novo coronavírus.

Em entrevista ao programa Today, da emissora NBC, Powell disse que o Fed está tentando criar uma ponte para incentivar empréstimos para empresas.

Sobre os dispositivos de crédito do Fed, Powell comentou que a instituição não vai ficar “sem munição”.

Ainda na entrevista, Powell disse que um pacote fiscal de US$ 2 trilhões do governo dos EUA e aprovado no Senado americano na madrugada de hoje irá oferecer alívio imediato a trabalhadores afetados pelo impacto do coronavírus.

O papel do Fed, disse Powell, é garantir que a eventual recuperação econômica dos EUA seja o mais forte possível.