Portugal supera com sucesso análise final da troica europeia

A missão da troica (Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional), terminou na quinta-feira à noite depois de longas negociações

Portugal superou com sucesso a última análise de suas contas por parte da troica de credores (UE-BCE-FMI) e poderá, desta forma, livrar-se do plano de ajuda internacional, anunciou nesta sexta-feira o governo.

“A décima segunda avaliação foi superada, abrindo caminho para a conclusão do programa” de ajuda, comemorou o vice-primeiro-ministro português, Paulo Portas, ao apresentar à imprensa as conclusões da missão.

A missão da troica (Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional), que começou em 22 de abril, terminou na quinta-feira à noite depois de longas negociações.

A aprovação dos credores de Portugal abre o caminho para a entrega da última parcela de ajuda, no valor de 2,6 bilhões de euros, de um total de 78 bilhões concedidos como parte do plano de resgate do país, em maio de 2011, em troca de um programa rígido de austeridade e reformas.

Agora, Portugal deixará o programa de recuperação financeira, o que está oficialmente previsto para 17 de maio. Lisboa deve anunciar a sua estratégia de saída do plano de ajuda e seu retorno aos mercados sem recorrer ao uso de uma linha de crédito de segurança.

“Estamos prontos para mostrar aos portugueses que o caminho percorrido até aqui nos permite avançar por conta própria a partir de agora”, declarou na quinta-feira o primeiro-ministro português, Pedro Passos Coelho.