Portugal emite dívida de longo prazo de 1,3 bilhões de euros

Quanto aos juros, no caso das obrigações a 10 anos, eles ficaram situados em 2,39%, uma taxa superior aos 2,04% do último leilão comparável

Lisboa – Portugal emitiu um total de 1,3 bilhão de euros em Obrigações do Tesouro a 10 e 22 anos, anunciou nesta quarta-feira a Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) lusa.

Concretamente, foram emitidos 950 milhões de euros a 10 anos e 350 milhões a 22 anos, alcançando um montante global superior ao previsto.

Quanto aos juros, no caso das obrigações a 10 anos, eles ficaram situados em 2,39%, uma taxa superior aos 2,04% do último leilão comparável, realizado em fevereiro.

No entanto, nas obrigações a 22 anos, o juro foi de 3,23%, abaixo dos 3,53% do leilão similar realizado em julho.

A demanda superou os montantes colocados em ambos leilões, segundo a IGCP, que precisa que os títulos emitidos tinham vencimento em outubro de 2025 e em abril de 2037, respectivamente.

Os resultados destas emissões afastam a preocupação de investidores e analistas pela instabilidade política vivida no país perante a falta de acordo para a formação do novo governo após as eleições legislativas de 4 de outubro.

O Tesouro luso realizará em breve outras três emissões a curto prazo: em 21 de outubro, em 18 de novembro e em 16 dezembro, cada uma no valor de entre 1 e 1,25 bilhão.