Portugal cumpre teto do déficit para administrações públicas

Segundo os cálculos do Ministério das Finanças português, o déficit foi de 8,329 bilhões de euros (5% do PIB), contra o teto de estabelecido de 9,028 bilhões

Lisboa – O governo de Portugal anunciou nesta quinta-feira que cumpriu em 2012 o objetivo de déficit estabelecido para as administrações públicas fixado pelo programa de assistência financeira da União Europeia e o Fundo Monetário Internacional (FMI).

Segundo os cálculos do Ministério das Finanças português, o déficit foi de 8,329 bilhões de euros (5% do PIB), contra o teto de estabelecido de 9,028 bilhões estabelecido pela chamada ‘troika’ (FMI, Banco Central Europeu e Comissão Europeia).

A receita com a venda da gestora de aeroportos ANA ao grupo francês Vinci contribuiu para este resultado.

O déficit para as Administrações Públicas inclui as despesas estatais, regionais e municipais, as de Seguridade Social e os fundos autônomos.

O ministro das Finanças português, Vítor Gaspar, já havia antecipado ontem em Bruxelas que Portugal tinha cumprido seus compromissos de déficit.